Larissa Gaspar apresenta quatro Projetos de Lei na primeira semana de mandato

Larissa Gaspar apresenta quatro Projetos de Lei na primeira semana de mandato

             Na primeira semana de mandato, Larissa Gaspar (PPL) apresentou quatro Projetos de Lei na Câmara Municipal de Fortaleza. Dentre eles o PL 6/2017, que obriga as unidades de saúde municipais a atender integralmente vítimas de violência  sexual. Isso inclui o diagnóstico de lesões, acompanhamento psicossocial imediato e facilitação ao registro de boletins de ocorrência, cedendo informações úteis para comprovação da violência. A medida vai beneficiar sobretudo as mulheres, principais vítimas da violência sexual em nosso país.

 

           De acordo com a Nota Técnica Estupros no Brasil: uma radiografia  segundo dados da Saúde, lançada em 2014 pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), 527 mil pessoas são estupradas por ano no País. Quase 90% das vítimas são mulheres, que têm como seus agressores parentes, namorados, companheiros ou amigos da família.Regulamentar o atendimento é uma forma de garantir a continuidade do serviço, para além da vontade de gestores.

 

Parto Humanizado

 

              Outra iniciativa é o PL 4/2017, que obriga casas de parto, maternidades e unidades que prestam esse tipo de serviço, a permitirem a presença de Doulas, que são acompanhantes escolhidas livremente pelas gestantes, cuja presença dão suporte e favorecem a evolução do parto. A intenção do projeto é garantir esse direito, uma vez que tem ficado ao critério do hospital e por acreditar que Doulas são uma forma de humanizar o parto. Utilizando algumas técnicas, como massagem, por exemplo, elas ajudam a fazer do parto e do pós-parto momentos mais fortalecedores. Isso sem acarretar custos para as unidades de saúde. A Organização Mundial da Saúde e o Ministério da Saúde já se pronunciaram favoráveis à presença de Doulas.

 

 Nosso mandato  também  protocolou 23 requerimentos na primeira semana da nova legislatura.