Mortes relacionadas à AIDS caem pela metade desde 2005, diz UNAIDS

Mortes relacionadas à AIDS caem pela metade desde 2005, diz UNAIDS

UNAIDS lançou um novo relatório que mostra, pela primeira vez, que o jogo virou: mais da metade de todas as pessoas que vivem com HIV no mundo (53%) agora têm acesso ao tratamento do HIV. Além disso, as mortes relacionadas à AIDS caíram quase pela metade desde 2005.

Em 2016, 19,5 milhões dos 36,7 milhões de pessoas vivendo com HIV tiveram acesso ao tratamento e mortes relacionadas à AIDS caíram de 1,9 milhão em 2005 para 1 milhão em 2016. Considerando a continuidade desses avanços, os dados colocam o mundo no caminho certo para atingir o objetivo global de 30 milhões de pessoas em tratamento por 2020.

“Alcançamos o objetivo de 15 milhões de pessoas em tratamento em 2015 e estamos no caminho para duplicar esse número para 30 milhões e alcançar o objetivo de 2020”, disse Michel Sidibé, Diretor Executivo do UNAIDS. “Continuaremos a aumentar a escala dessa resposta para alcançar todos as pessoas que necessitam e honrar nosso compromisso de não deixar ninguém para trás.”

A região que mostra maior progresso é a da África Oriental e Meridional, que tem sido a mais afetada pelo HIV e que representa mais da metade de todas as pessoas que vivem com o vírus no mundo. Desde 2010, as mortes relacionadas à AIDS diminuíram 42% na região. Novas infecções por HIV caíram 29%, incluindo um declínio de 56% nas novas infecções por HIV em crianças durante o mesmo período, uma notável conquista resultante do tratamento do HIV e iniciativas de prevenção que coloca a África Oriental e Meridional ano caminho certo para acabar com sua epidemia de AIDS.

Fonte: UNAIDS