Fortaleza da Resistência

Mapa Fortaleza da Resistência

O mapa Fortaleza da Resistência surgiu com a intenção de mapear violações de direitos humanos e espaços de resistência na cidade, assim como incentivar a população a denunciar essas violações por meio de mapeamento colaborativo.


Opção 1 - 3 pontos

O mundo em vivemos é fruto da tensão de diversas forças e de muita resistência. E são as resistências que provocam mudanças progressistas, em defesa dos segmentos que tiveram historicamente seus direitos negados.

A Fortaleza das Resistências é um mapeamento de inciativas guerreiras em defesa dos direitos humanos em nossa cidade.

Cadastre a sua iniciativa e apresente sua iniciativa para cada vez mais pessoas.

Opção 2 - 2 pontos

Levantamento da Organização Não Governamental Think Olga revela que 99,6% das 7,7 mil mulheres entrevistadas durante pesquisa já foram assediadas em algum momento de suas vidas. Número próximo de pesquisa da ONG Action Aid Brasil, que aponta 86%. É como se a cada 10 mulheres, pelo menos 8 tivessem sido assediadas.

A rua e o transporte público são os lugares onde mais ocorrem assédios. Tipos mais comuns de assédio:

a) assobio 77%

b) olhar insistente 74%

c) comentário de cunho sexual 57%

d) homens se exibem para elas 44%

e) 81% das mulheres mudam a rotina por medo do assédio.

Isso inclui desde uma simples troca de roupa até a escolha por outro trajeto nas ruas. Se você foi vítima de assédio, marque nesse mapa local, hora e diga como aconteceu. Essas informações são importantes para a criação de ações de combate à esse tipo de crime.