POR UMA FORTALEZA SEM RACISMO

14/10/2020

O racismo é crime e se alimenta da desigualdade que existe em Fortaleza. A luta pela igualdade racial exige mudanças estruturais que garantam igualdade de acessos a direitos e oportunidades, uma educação não-racista, um mercado de trabalho não discriminatório e a punição para atos de racismo. 

Em nosso primeiro mandato (2017-2020) apresentamos propostas para a criação do Fundo Municipal de Promoção da Igualdade Racial e do Centro de Referência para a população negra. É nosso o Projeto de Lei que proíbe a prática de atos de discriminação em razão de gênero, orientação sexual, opção religiosa e cor em escolas e universidades. Também apresentamos Projeto defendendo a reserva às pessoas negras de 20% das vagas oferecidas nos concursos da Prefeitura de Fortaleza.

Por entendermos e respeitarmos a cultura negra em Fortaleza, uma de nossas iniciativas foi propor a criação de um espaço de memória da Festa de Iemanjá. Cobramos da Secretaria de Desenvolvimento Econômico iniciativas de fomento à economia da população negra e da Secretaria Municipal de Cultura a elaboração de editais de fomento à cultura negra.

Ainda há muito mais por fazer e reafirmamos nosso compromisso na luta pelos direitos da população negra e pelo fim do racismo.