TRANSPORTE PÚBLICO: ENQUANTO MUITOS SE CALAM, CONTINUAMOS FIRMES NA LUTA!!

04/10/2020

Nesses quase quatro anos de mandato, estivemos à frente das lutas por melhorias no transporte coletivo de Fortaleza. O nosso compromisso é com os direitos dos passageiros e passageiras e com a garantia das condições adequadas de trabalho para os(as) motoristas, cobradores(as) e demais contratados(as) do sistema de transporte público. 

Enfrentando sem medo os interesses das empresas concessionárias e cobrando permanentemente a Prefeitura:

- Denunciamos a atraso dos ônibus causado pela diminuição de linhas de vários bairros e do número de ônibus em circulação; 

- Entramos com uma ação judicial contra o autoatendimento, criando nas redes a campanha #SóCartãoNão, para impedir a cobrança de exclusiva por cartão, possibilitando os passageiros escolherem pagar com dinheiro ou com cartão. A ação ainda está tramitando. 

- Denunciamos a demissão dos(as) cobradores(as), milhares de pais e mães de família que foram cruelmente demitidos(as) violando a legislação municipal. A ação judicial contra esse absurdo está tramitando. 

- Denunciamos a falta de abrigo em mais de 60% das paradas de ônibus, cobrando a Prefeitura para implantar mais abrigos (com coberta, bancos confortáveis, iluminação e internet livre) em todos os bairros, priorizando a periferia;

- Denunciamos as superlotações nos ônibus de Fortaleza ao Ministério Público e entramos com uma ação para garantir 100% da frota durante a pandemia e para atender confortavelmente a população nos horários de pico; 

- Fiscalizamos todos os terminais de ônibus de Fortaleza, denunciando problemas no cumprimento do contrato milionário da SOCICAM e  exigindo a organização das filas, a limpeza de todas as dependências e acessibilidade para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida; 

- Denunciamos a falta de manutenção dos ar-condicionados e a precariedade na limpeza interna de varios ônibus da cidade;

- Denunciamos a ilegalidade de exigir que o motorista exerça a dupla função, já que por lei eles não podem dirigir e vender passagens.

Enquanto muitos se calam diante de tantos descasos e absurdos, nós continuaremos ao lado da população, fiscalizando e cobrando as empresas e os gestores. O transporte coletivo é do povo e não das concessionárias privadas que exploram os serviços. Essas lutas não podem parar, vem com a gente!!